BYD
ANC

Atendente de farm√°cia com black power 'orientada' a prender o cabelo 'para não assustar clientes' √© indenizada pela empresa

Por Rede Megga em 20/06/2024 às 08:32:57

A Justiça do Trabalho em Divinópolis, no Centro-Oeste de Minas, condenou uma farm√°cia a indenizar em R$ 5 mil uma atendente que foi "orientada" pela gerente a prender o cabelo black power com uma redinha "para não assustar os clientes". O nome da farm√°cia não foi informado.

A decisão é de relatoria da desembargadora Jaqueline Monteiro de Lima, que negou provimento ao recurso da farm√°cia para manter a sentença oriunda da 1¬™ Vara do Trabalho de Divinópolis, que condenou a drogaria a pagar à ex-funcion√°ria indenização pelos danos morais sofridos.

Conforme a decisão da desembargadora, o "pedido" da gerente causou uma situação degradante para a trabalhadora.

"Pouco importa, aqui, que o uso de cabelos presos fosse uma regra na empresa, uma vez que não foi esse o motivo apresentado à autora, mas a degradante alegação de que ela iria "assustar" os clientes, caso permanecesse com os cabelos soltos no estilo 'black power'".

Ainda segundo a magistrada, a "alegação, além de ofensiva e discriminatória, tem cunho nitidamente racista, não podendo, de forma alguma, ser respaldada pela Justiça do Trabalho".

Por unanimidade, os julgadores do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-,MG) acompanharam o entendimento da relatora. A indenização j√° foi paga a trabalhadora e o processo foi arquivado.

Relato de testemunhas

A solicitação feita à atendente foi confirmada por uma testemunha, que também contou que não havia clientes próximos no momento, mas havia "outras pessoas", e que o fato repercutiu no ambiente de trabalho.

Segundo a testemunha, o RH ficou sabendo do ocorrido após comunicação feita pelos farmac√™uticos no canal da empresa denominado "conversa ética", mas a gerente não se retratou.

Outras testemunhas disseram que a atitude discriminatória da gerente não se repetiu, mesmo quando a atendente trabalhou com o cabelo solto ou de trança.

Comunicar erro
PAG

Coment√°rios

ANUNCIE 6
AGRO